domingo, 14 de fevereiro de 2010

Música, Videogame e Arte: Overclocked Remix

Quem não se emociona ao ouvir aquela música de seu jogo de videogame favorito na infância? Quem não se arrepia ao escutar a trilha sonora de quando aparecia o grande vilão no game de aventura? Quem não se empolga com o tema de heroísmo do herói principal?

Você não? Pode sair, ainda há tempo. Como diz o nome, este blog é para meus companheiros de nerdice.

Ok, amigos, ele já foi.

Como dizia, todos adoramos músicas de videogame. Alguns jogos são especialmente famosos por suas trilhas impecáveis e instigantes. Outros, mais antigos, por já terem consagrado estas pérolas da composição como verdadeiros clássicos que, apenas ouvidos por alguns instantes, já permitem reconhecimento imediato da título do qual fez parte.

Bons exemplos de músicas-tema inconfundíveis podem ser encontrados em Pac-Man, Tetris, Super Mario Bros., Sonic the Hedgehog, dentre outros.

Agora, imagine se alguém resolvesse gravá-las com todos os instrumentos de uma banda de Heavy Metal? Ou então, com uma sinfonia completa? Ou uma releitura no ritmo, por exemplo, de uma salsa?

O site Overclocked Remix se presta exatamente a isso. Com um volume monstruso de arquivos de música para download, inspirados em uma quantidade absurda de jogos, dos clássicos aos mais obscuros, dos antigos aos lançamentos, de quase todos os consoles já lançados no mercado, com atualizações frequentes, este se tornou um dos destinos indispensáveis em minha navegação pela web.

Para que vocês possam ter uma idéia do que eu estou falando, numa busca por jogos do Mario, pude encontrar nada menos do que 86 arquivos, de versões de músicas de diversos títulos já lançados do personagem. E a qualidade de cada uma delas é surpreendente. Algumas chegam a ser viciantes!

O interessante do site é que, nele, estão cadastrados diversos artistas, bandas, grupos, orquestras, etc, e cada um envia para o site suas leituras das músicas dos jogos escolhidos. Meu ipod agradece.


Algumas das minhas favoritas:
  • Zelda Ocarina of Time: Falling Back (Gerudo Valley)
  • Mega Man X: Sigmatism
  • Mega Man 3: Gemini Salsa
  • Diablo: Tristram Rock
  • Conker's Bad Fur Day: Rhapsody in Poo (ok, não é das melhores como música... mas é engraçada!)
  • Chrono Trigger: Team Gato (hilária é a palavra!)
  • Chrono Trigger & FF9: Knights Come Marching Home
  • Castlevania: CastleMania

Enjoy it!

Um comentário:

  1. Acho o máximo os jovens estarem redescobrindo a música por causa dos videogames. E compreendo essa necessidade da música se reinventar para sobreviver, mas há certos caminhos que convém não trilhar. Refiro-me, por exemplo, à irritante mania que certos locutores de rádio têm de falar sobre as peças musicais. Não sei como é aí no Brasil mas, deste lado, temos apenas uma estação de rádio dedicada à chamada música erudita. Logo aí, percebe-se que, sendo a música erudita um conceito muito abrangente, a rádio passa também jazz, ópera e outras disciplinas, além da música clássica. Não tenho nada contra, claro, a diversidade é algo que respeito muito e tento cultivar diariamente. Mas sentia falta de um espaço onde pudesse ouvir as grandes composições barrocas e românticas, por exemplo, e manter-me actualizado quanto às novidades no mercado da música clássica. E, já agora, que conseguisse isso tudo sem a voz do locutor a “assassinar” a música. Escrevi que “sentia falta” porque já encontrei um site que recomendo a todos os amantes de música sem palavra assassina: http://cotonete.clix.pt/

    ResponderExcluir

 

Buscaki Diretório

FeedSearch - Feeds RSS e Atom

Yoomp